O que é

Pesquisa Clínica é um processo de investigação científica envolvendo seres humanos. Como resultado desse processo, a comunidade científica obtém conhecimento sobre os medicamentos, procedimentos ou métodos que auxiliam a saúde e a qualidade de vida do ser humano.
A execução de uma pesquisa clínica está baseada no cumprimento das regras contidas em um documento chamado Protocolo de Pesquisa. Esse documento deve conter a descrição completa da pesquisa, com exposição clara de seus objetivos.
Todas essas informações contidas no Protocolo são apresentadas tecnicamente na forma de um "desenho de estudo". Toda pesquisa deve ser desenhada a partir de regulamentações internacionais a fim de garantir a correta realização da pesquisa dentro dos padrões científicos, éticos e de respeito ao sujeito da pesquisa.
Os estudos são propostos por laboratórios farmacêuticos que financiam e gerenciam o projeto (Patrocinadores do Estudo) a fim de comparar a eficácia e a segurança da droga estudada com outros diferentes tratamentos.

Objetivo:

O objetivo da Pesquisa Clínica é beneficiar a população, investigando e adquirindo dados científicos sobre diferentes patologias e seus possíveis tratamentos.

Quem pode participar:

Para se tornar um sujeito de pesquisa em um protocolo clínico, o paciente precisa possuir o perfil da população que está sendo estudada, ou seja, preencher os "critérios de inclusão" no estudo e não possuir características dos "critérios de exclusão".

Qualquer cidadão, teoricamente, pode vir a ser um "sujeito de pesquisa". A condição essencial é que esse cidadão seja adequadamente esclarecido sobre todos os aspectos da pesquisa. Todos os procedimentos a que será submetido, e seus possíveis riscos, devendo também conhecer e concordar com os direitos e deveres como participante do estudo. Para isso assinará um consentimento de participação (Termo de Consentimento Livre e Esclarecido) antes de qualquer procedimento relacionado à pesquisa.

Segundo as leis brasileiras, o cidadão é plenamente responsável pelos seus atos e decisões a partir dos 21 anos de idade. Antes disso, toda decisão deverá ser tomada conjuntamente a um maior de idade legalmente responsável pelo menor.